segunda-feira, 30 de abril de 2012

Interior da Igreja de Santa Clara a Velha #3

COIMBRA (Portugal) Interior do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

See where this picture was taken. [?]

No interior, nave central coberta por abóbada de berço quebrado dividida por arcos torais de grande porte, apoiados sobre mísulas cónicas. No 1º tramo existem os arranques de 2 arcos cruzados que não se construíram. Naves laterais cobertas por arcos cruzeiros com pilares e mísulas. Os 3 primeiros tramos correspondem à igreja, de acesso público e os 4 restantes à área conventual, espaços separados por parede robusta, com vestígios de gradeamento. Entre os pilares arcos longitudinais e transversos que serviram de suporte a pavimento intermédio que ligava ao da capela alta, hoje inexistente, que cortam a verticalidade espacial.

info: www.monumentos.pt/

domingo, 29 de abril de 2012

Interior do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

COIMBRA (Portugal) Interior do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

See where this picture was taken. [?]

No interior, nave central coberta por abóbada de berço quebrado dividida por arcos torais de grande porte, apoiados sobre mísulas cónicas. No 1º tramo existem os arranques de 2 arcos cruzados que não se construíram. Naves laterais cobertas por arcos cruzeiros com pilares e mísulas. Os 3 primeiros tramos correspondem à igreja, de acesso público e os 4 restantes à área conventual, espaços separados por parede robusta, com vestígios de gradeamento. Entre os pilares arcos longitudinais e transversos que serviram de suporte a pavimento intermédio que ligava ao da capela alta, hoje inexistente, que cortam a verticalidade espacial.

info: www.monumentos.pt/

Absidíolo do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

COIMBRA (Portugal): Absidíolo de Santa Clara-a-Velha.

See where this picture was taken. [?]

A abside e os absidíolos apresentam interiormente a forma poligonal, característica do gótico.

sábado, 28 de abril de 2012

Restos do claustro trecentista de Santa Clara-a-Velha

COIMBRA (Portugal): Restos do claustro trecentista de Santa Clara-a-Velha.

See where this picture was taken. [?]

Atualmente, o Instituto Português do Património Arquitetónico e Arqueológico (IPPAR) tem levado a cabo várias campanhas da escavações no perímetro do mosteiro, tendo posto a descoberto os restos do elegante claustro trecentista e outras dependências monásticas.

Apr 26, 2012 #490

Interior da Igreja de Santa Clara a Velha #2

COIMBRA (Portugal) Interior do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

See where this picture was taken. [?]

No interior, nave central coberta por abóbada de berço quebrado dividida por arcos torais de grande porte, apoiados sobre mísulas cónicas. No 1º tramo existem os arranques de 2 arcos cruzados que não se construíram. Naves laterais cobertas por arcos cruzeiros com pilares e mísulas. Os 3 primeiros tramos correspondem à igreja, de acesso público e os 4 restantes à área conventual, espaços separados por parede robusta, com vestígios de gradeamento. Entre os pilares arcos longitudinais e transversos que serviram de suporte a pavimento intermédio que ligava ao da capela alta, hoje inexistente, que cortam a verticalidade espacial.

info: www.monumentos.pt/

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Covos de pesca

Covos de pesca by VRfoto
Covos de pesca, a photo by VRfoto on Flickr.

VIANA DO CASTELO (Portugal): Covos de pesca.

See where this picture was taken. [?]

A pesca dos covos é uma das artes de pesca tradicionais. Destina-se em particular à captura de polvo, uma espécie com elevado valor comercial e com peso significativo no esforço de pesca local.
Os covos são o tipo mais comum da chamada “pesca de armadilha”. Trata-se de uma arte “passiva”, uma vez que é o próprio animal que procura o dispositivo, para refúgio ou procura de alimento, mas depois dificilmente consegue escapar. Dadas as características da armadilha, apenas os animais adultos ficam presos, o que torna esta pesca uma arte pouco predadora que tem baixo impacto no ecossistema marinho quando comparada com outros tipos de pesca que não protegem os juvenis e devastam o fundo do mar.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Largo da Portagem

Largo da Portagem by VRfoto
Largo da Portagem, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Largo da Portagem.

O Largo da Portagem é um espaço público situado na cidade de Coimbra, em Portugal, junto à Ponte de Santa Clara e à beira do rio Mondego.
O nome deste largo deve-se ao facto de antigamente se cobrarem impostos sobre as mercadorias que chegavam à cidade vindas do sul.
Neste largo está um dos símbolos arquitetónicos da cidade de Coimbra, o Hotel Astória construído em 1926 e o Edifício do Banco de Portugal em Coimbra, ambos de Adães Bermudes e a estátua de Joaquim António de Aguiar do escultor Costa Mota (tio).

info: pt.wikipedia.org/

See where this picture was taken. [?]

Mosteiro de Santa Clara a Velha

COIMBRA (Portugal): Mosteiro de Santa Clara a Velha.

See where this picture was taken. [?]

O Mosteiro de Santa Clara de Coimbra, popularmente conhecido como Convento de Santa Clara-a-Velha, localiza-se na margem esquerda do rio Mondego, perto da Baixa da cidade de Coimbra, no concelho e distrito de mesmo nome, em Portugal.
Representa um momento de experimentação do estilo gótico no país. A sua fundação, em fins do século XIII, inscreve-se numa conjuntura de gradual influência e aceitação da Ordem dos Frades Menores na Corte e na sociedade portuguesa em geral.
A vida do Mosteiro ficou marcada, ao longo dos séculos, por sucessivos alagamentos provocados pelas cheias do Mondego, o primeiro dos quais já em 1331, um anos após a sagração do templo, que anunciou uma difícil convivência com as águas. A solução encontrada ao longo dos séculos foi o sucessivo alteamento do piso térreo até que, no século XVII as religiosas se viram forçadas a construir um piso superior ao longo do templo e a desocupar o inferior, o que sucedeu igualmente nas demais dependências do Mosteiro. No entanto, a deterioração das condições de habitabilidade levaram à construção, por iniciativa de D. João IV de Portugal, de um novo edifício no vizinho Monte da Esperança - o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova.
Abandonado definitivamente pela comunidade de religiosas em 1677, o antigo mosteiro passou a ser conhecido como Santa Clara-a-Velha.
Após o abandono, o mosteiro e o seu entorno deram lugar a uma exploração agrícola, passando a parte superior do convento a ser utilizada como habitação, palheiro e currais.
No início do século XX, foi classificada como Monumento Nacional por Decreto de 16 de Junho de 1910, e sujeito a extensa campanha de obras de restauro por iniciativa da DGEMN a partir da década de 1930. Ainda assim, o conjunto continuou a ser vítima das águas do rio. Nesse espaço desocupado, imerso nos sedimentos que apenas deixavam visível a parte superior da igreja, criou-se uma imagem de ruína aureolada de romantismo, que se manteve até à década de 1990.
Em 1991 foi iniciado um ambicioso projecto de recuperação e valorização do seu sítio, com orçamento na ordem dos 7,5 milhões de Euros, sob a coordenação do Arqueólogo Artur Côrte-Real.
A campanha arqueológica estendeu-se entre 1995 e 2000, colocando a descoberto a parte inferior da igreja e o claustro, permitindo recolher um espólio significativo, testemunho material do passado conventual. Decidida a manutenção a seco do perímetro escavado (1977), foi construída uma cortina de contenção periférica das águas, primeiro passo para a reabilitação do sítio. Ficou ainda incluída uma importante área de reserva arqueológica, compreendendo o segundo claustro e dependências anexas, dormitório e refeitório, a serem pesquisados no futuro.
Em 2001 lançou-se um concurso internacional para a recuperação do monumento, vencido pelo Ateliê 15, com projeto a cargo dos arquitetos Alexandre Alves Costa, Luís Urbano e Sérgio Fernandez.

info pt.wikipedia.org/

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Coimbra

Coimbra by VRfoto
Coimbra, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal)

See where this picture was taken. [?]

Sé de Viana do Castelo

Sé de Viana do Castelo by VRfoto
Sé de Viana do Castelo, a photo by VRfoto on Flickr.

VIANA DO CASTELO (Portugal): Sé Catedral de Viana do Castelo.

See where this picture was taken. [?]

A recente diocese de Viana do Castelo foi instituída por bula do papa Paulo VI, datada de 3 de novembro de 1977, tendo sido então erigida em sé catedral a antiga Matriz de Santa Maria Maior, que primitivamente tivera a invocação do Divino Salvador, ainda patente na decoração do seu portal.A sua fundação remonta aos primeiros anos do século XV, pois em 1420 procedia-se à cobrança de impostos para auxiliar a sua construção e quinze anos mais tarde era solicitado o patrocínio de D. Afonso V para a conclusão das obras. A igreja encontrava-se pronta para o culto pelo ano de 1455, sendo elevada a colegiada em 1483, por iniciativa do bispo de Ceuta D. Justo Balduíno. Dois violentos incêndios, ocorridos em 1656 e 1809, originaram graves destruições da sua decoraçâo interior, tendo o último levado ao abandono da própria igreja, que só reassumiria as suas funções paroquiais em 1835.Conserva no seu exterior a aparência de igreja fortificada tão cara ao gótico tardio do Norte de Portugal, ainda muito apegado a modelos românicos fortemente enraizados. (...)
Na fachada, duas imponentes torres quadrangulares ligeiramente salientes, com coroamento de merlões assente em cachorrada de motivos antropomórficos, enquadram o corpo central dividido em dois andares: no superior, terminado em empena, sobressai a belíssima rosácea de moldura rendilhada, enquanto que, no piso térreo, se destaca o magnífico portal ogival que ocupa a quase totalidade da superfície disponível. Este é composto por quatro arquivoltas, três das quais decoradas - a exterior com uma representação do Juízo Final de inspiração românica, com a figura do Salvador no fecho e anjos músicos nos lados, e as outras duas com motivos fitomórficos -, sendo os colunelos de suporte constituídos por seis esculturas representando os Apóstolos mais ligados às devoções da vila e da sua região, caracterizadas por uma acentuada rigidez e assentes em plintos que foram remodelados em meados do século XVI.

info: www.infopedia.pt/

domingo, 22 de abril de 2012

Alta de Coimbra #2

Alta de Coimbra #2 by VRfoto
Alta de Coimbra #2, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal)

See where this picture was taken. [?]

Vista aérea da Sé Velha

Vista aérea da Sé Velha by VRfoto
Vista aérea da Sé Velha, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

Vista do exterior, a Sé Velha lembra um pequeno castelo, com muros altos coroados de ameias e com poucas e estreitas janelas. A aparência de fortaleza é comum às catedrais da época e explica-se pelo clima bélico da Reconquista.

Alta de Coimbra

Alta de Coimbra by VRfoto
Alta de Coimbra, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal)

See where this picture was taken. [?]

Vista do castelo de Castro Laboreiro

CASTRO LABOREIRO (Melgaço/Portugal)

See where this picture was taken. [?]

O castelo de Castro Laboreiro situa-se em posição dominante no alto de um monte, a 1033m de altitude, em terreno de difícil acesso entre as bacias do rio Minho e do rio Lima, encontrando-se integrado no Parque Natural da Peneda-Gerês.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Faculdade de Direito

Faculdade de Direito by VRfoto
Faculdade de Direito, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Faculdade de Direito.

See where this picture was taken. [?]

Portal da Biblioteca Joanina

Portal da Biblioteca Joanina by VRfoto
Portal da Biblioteca Joanina, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Portal da Biblioteca Joanina.

See where this picture was taken. [?]

Na entrada da biblioteca joanina temos um portal nobre, de estilo barroco, encimado por um grande escudo nacional do tempo do monarca que a mandou construir: D. João V.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Torre-lanterna românico-gótica da Sé Velha

COIMBRA (Portugal): Torre-lanterna românico-gótica da Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

Vista exterior da torre-lanterna românico-gótica da Sé Velha. As janelas da torre-lanterna do cruzeiro e o janelão da fachada principal são as principais fontes de luz natural da Sé.

Cloaca romana

Cloaca romana by VRfoto
Cloaca romana, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Cloaca romana no criptopórtico.

See where this picture was taken. [?]

Sob o decumanus e parte do criptopórtico, corria a principal conduta de esgoto da cidade em direção ao rio, recolhendo as águas das chuvas, dos grandes edifícios públicos e das habitações. Escavações recentes puseram a descoberto esgotos secundários ligados àquela cloaca maxima.
A dimensão do esgoto a oeste do Beco das Condeixeiras é suficiente para responder às descargas de um balneário ou de um quarteirão habitacional populoso. É tentador imaginar que aí se situavam as termas públicas que, em regra, as cidades possuíam nas imediações do forum. A descoberta de um alinhamento de pilares, nesse local, sugere a existência de uma fachada porticada, solução que parece mais convincente do que um pórtico corrido ao longo do decumanus. Com efeito, a articulação da via porticada com a fachada oeste do criptopórtico não se mostra fácil, sobretudo, tendo em atenção o fontenário que, muito próximo, a ela se adossava e diante do qual se abriria, por certo, uma praceta.

info: mnmachadodecastro.imc-ip.pt/

domingo, 15 de abril de 2012

Criptopórtico Romano de Aeminium #3

COIMBRA (Portugal): Criptopórtico Romano de Aeminium.

See where this picture was taken. [?]

O criptopórtico, datado do século I d.c., é a mais significativa construção romana conservada em território nacional. Consiste numa galeria de túneis subterrâneos com vários arcos no topo, construído para suportar o Fórum Romano da antiga Aeminium. Durante a Idade Média, o palácio de um membro do clero foi construído sobre o fórum, edifício que atualmente alberga o Museu Machado de Castro e que esconde o criptopórtico, que pode ser visitado entrando no museu.
No espólio encontrado no entulho do criptopórtico contam-se peças de escultura nomeadamente retratos de Agripina Sénior e Júnior, Vespasiano e Trajano.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Criptopórtico Romano de Aeminium #3

COIMBRA (Portugal): Criptopórtico Romano de Aeminium.

See where this picture was taken. [?]

O criptopórtico, datado do século I d.c., é a mais significativa construção romana conservada em território nacional. Consiste numa galeria de túneis subterrâneos com vários arcos no topo, construído para suportar o Fórum Romano da antiga Aeminium. Durante a Idade Média, o palácio de um membro do clero foi construído sobre o fórum, edifício que atualmente alberga o Museu Machado de Castro e que esconde o criptopórtico, que pode ser visitado entrando no museu.
No espólio encontrado no entulho do criptopórtico contam-se peças de escultura nomeadamente retratos de Agripina Sénior e Júnior, Vespasiano e Trajano.

terça-feira, 10 de abril de 2012

domingo, 8 de abril de 2012

Fachada da Sé Velha

Fachada da Sé Velha by VRfoto
Fachada da Sé Velha, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Fachada da Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

Vista do exterior, a Sé Velha lembra um pequeno castelo, com muros altos coroados de ameias e com poucas e estreitas janelas. A aparência de fortaleza é comum às catedrais da época e explica-se pelo clima bélico da Reconquista. A fachada oeste (principal) tem uma espécie de torre central avançada com um portal de múltiplas arquivoltas e um janelão parecido ao portal. Os capitéis, arquivoltas e jambas do portal e do janelão são abundantemente decorados com motivos românicos com influências árabes e pré-românicas. A fachada é reforçada nos cantos por contrafortes que ajudam a compensar a forte inclinação do terreno.

info: pt.wikipedia.org/

Campanário da Igreja de S. Tiago (matriz), em Sendim

2007_0114Felgueiras_sendim by VRfoto
2007_0114Felgueiras_sendim, a photo by VRfoto on Flickr.

Via Flickr:
FELGUEIRAS (Portugal): Campanário da Igreja de S. Tiago (matriz), em Sendim.

sábado, 7 de abril de 2012

Interior da Sé Velha

Interior da Sé Velha by VRfoto
Interior da Sé Velha, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Interior da Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

A Sé Velha de Coimbra é a única das catedrais portuguesas românicas da época da Reconquista a ter sobrevivido relativamente intacta até os nossos dias. A Sé Velha e, em menor grau, as Igrejas de Santiago e São Salvador, são expoentes da fase afonsina do românico coimbrão. Outras igrejas da cidade como a do Mosteiro de Santa Cruz e a de São João de Almedina foram muito alteradas e perderam seu carácter românico.
O interior é de três naves e cinco tramos, com o transepto pouco desenvolvido, sendo a cabeceira formada por uma abside e dois absidíolos. A cobertura é feita por abóbada de canhão na nave central e transepto, e por abóbada de aresta nas naves laterais. A nave principal tem um elegante trifório (galeria com arcadas) no segundo piso. Todas as colunas do interior têm capitéis decorados com temas geométricos, vegetalistas ou animalistas. As janelas da torre-lanterna do cruzeiro e o janelão da fachada principal são as principais fontes de luz natural da Sé.

info: pt.wikipedia.org/

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Ruínas do Convento do Carmo #3

LISBOA (Portugal): Ruínas do Convento do Carmo.

See where this picture was taken. [?]

Mandado construir em 1389 pelo Condestável D. Nuno Álvares Pereira, o Convento da Ordem do Carmo ergue-se numa posição privilegiada, sobranceira ao Rossio (Praça de D. Pedro IV), e próxima ao morro do Castelo de São Jorge.
A igreja do convento, que já foi a principal igreja gótica de Lisboa, ficou em ruínas devido ao Terramoto de 1755 e é uma das principais marcas deixadas pelo terramoto ainda visíveis na cidade. O convento eventualmente passou a ser uma dependência militar e, durante a Revolução dos Cravos, foi no quartel do Carmo que o Presidente do Conselho do Estado Novo, Marcelo Caetano, se refugiou dos militares revoltosos. Atualmente as ruínas são sede do Museu Arqueológico do Carmo.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Claustro da Sé Velha #6

Claustro da Sé Velha #6 by VRfoto
Claustro da Sé Velha #6, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Claustro da Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

O claustro, construído durante o reinado de Afonso II situa-se na transição para o gótico, encontrando-se no lado sul do templo. Cada face do claustro possui cinco arcos quebrados, envolvendo cada qual um par de arcos geminados de volta perfeita, rasgando-se em cada bandeira uma pequena rosácea decorada com traceria muito simples. Os tramos são quadrados, com as naves abobadadas, sendo so arcos torais ogivais muito apontados e os cruzeiros de volta inteira. Os capitéis dos arcos são de cesto delgado, maioritáriamente com decoração vegetalista. O feito mais interessante de toda a obra são os cantos da quadra: aí dá-se o encontro de duas arcadas góticas que mutuamente se interrompem a meia altura, criando um efeito original.

info: pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A9_Velha_de_Coimbra

Claustro da Sé Velha #11

Claustro da Sé Velha #11 by VRfoto
Claustro da Sé Velha #11, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Claustro da Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

Jardim do claustro da Sé Velha #2

COIMBRA (Portugal): Claustro da Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

domingo, 1 de abril de 2012

Fortim de Montedor

Fortim de Montedor by VRfoto
Fortim de Montedor, a photo by VRfoto on Flickr.

VIANA DO CASTELO (Portugal): Fortim de Montedor.

See where this picture was taken. [?]

O Fortim de Montedor, também referido como Forte de Montedor e Forte de Paçô, localiza-se sobre a praia de Paçô, na freguesia de Carreço, concelho e distrito de Viana do Castelo, em Portugal.
Com o fim da Guerra da Restauração (1640-1668), foi um dos quatro fortins edificados no litoral entre Caminha e Viana do Castelo com o objetivo de reforçar a defesa da costa atlântica do Alto Minho, vulnerável a um possível ataque da Armada espanhola. Os demais foram o Forte da Vinha na Areosa, e os fortes do Cão e de Lagarteira em Vila Praia de Âncora. Estes somavam-se ao Forte da Ínsua, construído durante aquele conflito para defesa da barra sul do rio Minho.
Nessa linha, à época, foram remodeladas fortificações já existentes como o Castelo de Valença, o Castelo de Vila Nova de Cerveira e o Forte de Santiago da Barra. Para complemento da defesa da margem esquerda (sul) do rio Minho foi erguido o Forte de São Francisco de Lovelhe (ou de Lobelhe), em Vila Nova de Cerveira.
Fortificação marítima abaluartada, de pequenas dimensões e alçados simples, apresenta planta estrelada no estilo maneirista, sendo constituído por quatro baluartes desiguais. A face voltada ao mar é de forma curva, sendo a face oposta é côncava. Nesta rasga-se o portão de armas, em arco de volta perfeita. Em seu interior encontram-se as dependências de serviço, formando um corredor no centro da praça.
A sua tipologia estrutural apresenta semelhanças com os fortes da Areosa e do Cão, cuja planimetria constituiu, à época, um avanço no sistema de defesa e vigia. Acredita-se que este conjunto de fortes litorâneos possa ter sido delineado pelo mesmo arquiteto.

pt.wikipedia.org/wiki/Forte_de_Montedor

Arcas tumulares

Arcas tumulares by VRfoto
Arcas tumulares, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Claustro da Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

Claustro da Sé Velha #3

Claustro da Sé Velha #3 by VRfoto
Claustro da Sé Velha #3, a photo by VRfoto on Flickr.

COIMBRA (Portugal): Claustro da Sé Velha.

See where this picture was taken. [?]

O claustro da Sé Velha caracteriza-se por lá se terem processado as primeiras manifestações da arquitetura gótica. A criação gótica do claustro de mestres estrangeiros que criaram o traçado e a decoração. Utiliza-se aqui um formulário arquitetónico novo com reminiscências românicas visíveis na decoração capitelar. Chicó considera aqui a influência direta da primeira fase do gótico francês, atentando na harmonia da proporção e na decoração de alguns capitéis, na solidez dos arcos e no tipo de cobertura.
As obras de requalificação dos claustros da Sé Velha de Coimbra, interrompidas desde maio devido à falência da empresa responsável, deverão ser retomadas em 2012, após lançamento de novo concurso público…

info: www.regiaocentro.net/lugares/coimbra/monumentos/sevelha.html

Aldeia de Cerdeira #8

Aldeia de Cerdeira #8 by VRfoto
Aldeia de Cerdeira #8, a photo by VRfoto on Flickr.

LOUSÃ (Portugal): Aldeia de Cerdeira.

See where this picture was taken. [?]

Newest photos from the portfolio of Vector99

Search photos: by: Vector

VR Stock Photo

vmribeiro's gallery