Interior da Igreja Matriz de Caminha

CAMINHA (Portugal): Interior da Igreja Matriz.

See where this picture was taken. [?]

No amplo interior, as três naves de cinco tramos estão separadas por duas séries de arcos de volta perfeita assentes em oito colunas cilíndricas, contrastando com o arco triunfal aberto em ogiva, acima dos quais corre um revestimento de azulejos onde se podem observar medalhões com retratos de figuras masculinas não identificadas. Tanto a abside como os absidíolos são cobertos por uma abóbada de pedra polinervada, e as suas paredes foram modernamente reduzidas à sua primitiva simplicidade.Para a nave lateral do lado do Evangelho abre-se a sua capela de maior renome, devida à devoção e veneração dos caminhenses pelo Senhor Jesus dos Mareantes, a que é consagrada. Comunica com o corpo da igreja por um arco abatido de fino lavor que abrange toda a largura da capela, com a data de 1511 inscrita numa cartela, sendo por isso considerada uma das primeiras experiências renascentistas em território português. Cobre a Capela dos Mareantes uma bela abóbada de pedra polinervada, e no seu interior, além do altar de talha seiscentista, guarda-se o precioso tesouro que em 1539 foi encontrado dentro de uma caixa arrastada por uma rede de pesca, constituído por uma imagem de Cristo esculpida em madeira - que ainda hoje ali se venera -, dois cálices de prata dourada e diversos paramentos bordados a ouro e a prata.Merece ainda particular destaque o magnífico teto de alfarge que cobre a nave central, executado pelo entalhador galego Francisco Munhoz e terminado no ano de 1565, composto por uma série de painéis que enquadram quinze florões, sendo o central de exuberante relevo e tratado em forma de pinha.
A Igreja Matriz de Caminha foi classificada Monumento Nacional por decreto de 16 de junho de 1910.

info: www.infopedia.pt/$igreja-matriz-de-caminha

Comentários