Pelourinho e Casa Grande


PINHEL (Portugal): Pelourinho e Casa Grande.

vmribeiro.net

O pelourinho um dos símbolos mais importantes da cidade de Pinhel, representando a autonomia judicial do concelho e classificado como Monumento Nacional em 1910. Apresenta cinco degraus octogonais, coluna octogonal de base quadrada e capitel de base circular rematado por uma gaiola de oito pequenas colunas decoradas com motivos vegetalistas.

A Casa Grande foi edificada na primeira década do século XVIII, junto à muralha de Pinhel, tendo pertencido à família Antas e Meneses, que detinha a alcaidaria-mor da vila. Durante as Invasões Francesas o edifício seria ocupado pelas tropas francesas, que aí se instalaram no ano de 1810. Mais tarde, passava a pertencer à família Noronha e Avilez, que o vendeu ao Conde de Pinhel. Já no século XX a Casa Grande tornava-se sede do Grémio da Lavoura, e nos anos de 1973-1974 esta cooperativa agrícola cedia o espaço à Câmara Municipal de Pinhel. Depois de realizadas algumas obras de conservação o solar passava a desempenhar funções de paços do concelho da cidade. Actualmente alberga também a Biblioteca Municipal.
A Casa Grande de Pinhel mantém ainda hoje a sua fisionomia original, enquanto exemplar da arquitectura civil barroca. Com planta rectangular irregular, desenvolvida horizontalmente, o espaço do edifício congrega a zona habitacional e o espaço da capela.
Foi até recentemente o edifício da Câmara Municipal de Pinhel, que se transferiu para instalações provisórias de modo a serem realizadas obras no seu interior. Previsivelmente não voltará a ser os Paços de Concelho de Pinhel.

info: pt.wikipedia.org/wiki/Casa_Grande_%28Pinhel%29;
www.igespar.pt/pt/patrimonio/pesquisa/geral/patrimonioimo...;
www.igogo.pt/pelourinho-de-pinhel/

Comentários